Controle de gastos: saiba como fazer o controle de gastos de sua MEI

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Muitas pessoas têm deixado a informalidade ou tentado o mundo do empreendedorismo devido ao MEI, que conta com tributos unificados em uma única guia  (o DAS), além de ser enquadrado no regime tributário Simples Nacional, mais simples e econômico.

Embora com certas limitações, o MEI é a maneira mais simples e rápida de se tornar empreendedor. Entretanto, embora sejam poucos tributos, o controle de gastos do MEI é essencial para o sucesso.

Não só no MEI, mas em qualquer empresa, uma boa gestão depende do controle de gastos e fluxo de caixa, tenha ela um faturamento de 50 mil por ano ou 100 bilhões. Então, entender como gerir o fluxo de caixa de forma eficiente é essencial ao MEI.

Neste artigo, você verá algumas dicas sobre controle de gastos como MEI, de forma simples, mas com atenção e disciplina. Confira!

O segredo do controle de gastos: fluxo de caixa

Você deve saber, mas, se não souber, fluxo de caixa se trata de uma estrutura gerencial que registra recebimentos e pagamentos. 

Através do fluxo de caixa, você pode fazer o controle de gastos com eficiência, e estimativas de custos em certos períodos, organizando contas e antecipando problemas financeiros. 

O controle do fluxo de caixa deve ser estratégico: diário, mensal ou anual.

Como controlar despesas e receitas

Fazer controle de gastos MEI exige, como em outras empresas, planejamento e vigilância constante. O ideal é utilizar um software de gerenciamento de receitas e despesas, que você ou seu funcionário – o MEI permite apenas 1 CLT – saibam utilizar. 

O controle de gastos, através do fluxo de caixa do planejamento estratégico, manterá a saúde financeira da empresa e influenciará em tomadas de decisão como:

  • insumos para fabricar artigos;
  • compra de equipamentos;
  • pagamento do funcionário;
  • embolso em dia do DAS, que reúne as obrigações tributárias mensais;
  • pagamento de despesas fixas e variáveis a cada mês;
  • gestão eficiente de estrutura e manutenção.

Para fazer um fluxo de caixa com o objetivo de controle de gastos MEI, registre o saldo inicial e acrescente os recebimentos – de vendas à vista ou à prazo. Acrescente, ainda, empréstimos diversos e outras receitas que não são de vendas. 

Desconte do saldo inicial os pagamentos, fixos e variáveis, com o salário do funcionário, impostos e contribuições de ordem social, incluindo fornecedores. Enfim, você terá o saldo final, com o dinheiro a receber e a receita bruta que se encontra no caixa.

Siga as seguintes dicas para controle de gastos MEI:

  • organize as saídas de recursos financeiros, descrevendo-as: funcionário, fornecedores, empréstimos e outros custos;
  • invista capital: depois de vender produtos ou serviços, registre as entradas e diminua as despesas – você terá o dinheiro disponível em caixa, o qual deve ser positivo, com pagamentos em dia, sem multas;
  • avalie o fluxo de caixa constantemente;
  • diminua despesas: verifique onde economizar, por exemplo, conta de luz, e negocie com fornecedores – descubra os melhores e consiga descontos;
  • aumente as vendas ou os serviços, criando um plano de vendas e investindo em estratégias de marketing de acordo com seu público-alvo – defina-o e conheça-o;
  • verifique a precificação de seus produtos, que é baseada em seu público-alvo e nos preços que você paga aos fornecedores, além de despesas com logística e outras.

Esperamos que você tenha gostado do nosso conteúdo sobre controle de gastos para MEI, que é efetuado basicamente por meio do gerenciamento do fluxo de caixa. Lembre-se de se manter sempre atualizado quando o assunto é empreendedorismo e contabilidade! Se gostou, compartilhe!

Summary
Controle de gastos: Como fazer o controle de gastos de sua MEI?
Article Name
Controle de gastos: Como fazer o controle de gastos de sua MEI?
Description
Muitas pessoas têm deixado a informalidade ou tentado o mundo do empreendedorismo devido ao MEI, que conta com tributos unificados em uma única guia (o DAS), além de ser enquadrado no regime tributário Simples Nacional, mais simples e econômico. Embora com certas limitações, o MEI é a maneira mais simples e rápida de se tornar empreendedor. Entretanto, embora sejam poucos tributos, o controle de gastos do MEI é essencial para o sucesso.
Author
Publisher Name
Ogura
Publisher Logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você!
Gestão é a palavra-chave para que uma empresa cresça e…
Open chat
Powered by